Google Analytics para e-commerce: como configurar da maneira certa

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
google analytics para ecommerce

Você já pensou em aprender como configurar da maneira certa o Google Analytics para e-commerce? Isso pode te ajudar a monitorar a performance do seu negócio de forma mais efetiva.

Algumas empresas se limitam a usar como métricas o número de vendas. Embora este seja um dado importante, é preciso também levar em consideração outros números. Pois conhecer toda a jornada de compra do cliente é muito importante. 

Neste conteúdo você encontrará os passos necessários para a configuração correta da ferramenta, além de entender o porquê do uso no e-commerce ser super recomendado.

Se você souber como configurar da maneira certa o Google Analytics para e-commerce, poderá alcançar métricas que nunca imaginou para ancorar as suas estratégias de marketing.

O que é o Google Analytics?

Se você entrou aqui querendo aprender como configurar o Google Analytics, mas não sabe bem o que é esta ferramenta, vamos começar pelo início.

O Analytics é uma ferramenta do Google para monitoramento de informações de tráfego dentro de um site. Após configurada, ela coleta dados diversos e gera relatórios aprofundados sobre eles.

Esta ferramenta vai “observar” o fluxo de clientes que entram e saem do seu site, por onde passam, quanto tempo gastam, quais páginas acessam, de onde elas vêm e para onde vão. 

É uma ferramenta muito completa, que melhora a performance do e-commerce, porque ela traça o perfil do seu potencial cliente através do seu comportamento dentro do espaço virtual.

Por que usar o Google Analytics no e-commerce?

Antes de te mostrar como configurar, nos permita dizer a importância do uso do Google Analytics para e-commerces. O seu uso não é obrigatório, mas se torna necessário se você quer criar estratégias de marketing assertivas.

Imagine que você criou uma campanha de marketing e não teve muitas vendas. O tráfego dentro da sua loja virtual aumentou, pessoas entraram e saíram, mas não tomaram nenhuma ação. Sem uma ferramenta de análise de dados, se torna impossível se aproximar de um motivo para a falta de sucesso da campanha. 

Mas com uma ferramenta lhe fornecendo dados detalhados, você tem muito mais chances de encontrar um motivo claro para a falta de vendas.  E assim pode corrigir.

O Analytics permite que você aperfeiçoe a sua persona através de informações sobre o comportamento, gostos, motivações, entre outros. 

Permite ainda que você otimize o SEO do seu site. Isso através dos dados da fonte de tráfego das pessoas, definindo as palavras chave mais relevantes para o seu público. 

Além de trazer ao seu conhecimento qual o canal de tráfego mais efetivos para o seu público, assim você pode investir maiores orçamentos nos canais mais populares entre eles. Ao invés de gastar com canais que não estão trazendo resultados.

Ele te leva a métricas como: taxa de abandono de carrinho, de conversão, de rejeição, dados demográficos, tempo no site, retorno de visitantes, localização, entre outros.

Percebe como o Analytics acaba trazendo diversas formas de melhorar o seu plano de marketing?

 Como configurar o Google Analytics para e-commerce da maneira certa?

Chegamos na parte mais técnica do uso da ferramenta: a sua configuração. Então seguindo os passos abaixo você saberá como configurar da maneira certa.

  1. Crie uma conta do Google Analytics.

Esse é o primeiro passo. Entre em google.com/analytics e faça o seu cadastro. Mas se você já tiver conta no Google, poderá usar ela para configurar a ferramenta.

Lembrando que não deve ser usado contas pessoais, mas a da empresa. E se terceiros precisarem usar, funcionário, por exemplo, é só conceder acesso.

Se você já tem instalado o Analytics, mas nunca tinha configurado, basta clicar em “editar” na página principal. Aí entrará na tela de configurações da ferramenta.

  1. Adicione o seu site

 Seguindo as etapas da criação de conta, adicione o site da sua loja virtual. Na opção “website de comércio eletrônico” você deverá marcar “sim” e adicionar o URL. 

E aproveite para verificar se está marcado a opção de moeda correta, já que aparece logo abaixo. 

Salve as alterações e pronto! Esta parte está feita.

  1. Instale o Tracking ID

Agora você deve implementar o tracking no código fonte do seu site. Ele deve ser instalado em todas as páginas para um melhor desempenho.

Cada site tem suas peculiaridades, então é importante que o programador da sua loja virtual faça isso para que não ocorra erros. Algumas plataformas como WordPress e Shopify, tem integração com o Analytics, isso facilita essa instalação.

Feito isso, a ferramenta está pronta para ser usada. Porém, é preciso agora configurar o uso específico do Google Analytics para e-commerce.

  1. Defina o acompanhamento de pesquisa

Certamente a sua loja virtual tem a opção do usuário fazer pesquisas dentro dela. Então é possível monitorar isso ativando a configuração. Isso é importante demais para saber o que o usuário buscou dentro do seu site.

Para isso,vá em “Administrador” e depois clique em “Configurações da vista”. 

Depois disso vá para “Configurações da Pesquisa no site” definindo como “Ativo”. 

Depois preencha o campo “Parâmetro de consulta”. E então, neste campo digite as palavras de parâmetros de consulta internos, como term,search,query,keywords. Também pode acontecer desses parâmetros serem identificados somente por uma letra, como s ou q. Insira eles, separando por vírgulas.

Pronto! Está configurado.

  1. Ative o acompanhamento do seu e-commerce

O Google oferece um rastreador próprio para e-commerce, por isso é importante ativar essa configuração. Ela serve para otimizar as taxas de conversão. E sua ativação é super simples.

Vá em “administrador”, selecione “configurações de comércio eletrônico”, depois disso clique na opção “ativar comércio eletrônico”, salve e pronto.

  1. Estabeleça metas

Na aba de configurações você pode adicionar metas e personalizar os objetivos de acordo com a sua estratégia.

Depois disso, você receberá relatórios detalhados periodicamente sobre os seus resultados. Mas saiba que os dados só vão começar a aparecer a partir de 24h da sua configuração.

Quais os relatórios disponíveis no Analytics?

Bom, depois de aprender a configurar direitinho a ferramenta para o seu e-commerce, é importante saber quais os relatórios possíveis de serem gerados nela.

Criamos uma lista breve com alguns dos relatórios do Google Analytics para e-commerce:

  • Visão geral (Este é o número de compras realizadas, quantidade de compras únicas, valor médio da compra, taxa de conversão, receita);
  • Performance de vendas (Apresenta os dias que houve venda e qual o valor delas);
  • Performance dos produtos (Analisa quais produtos venderam mais no período determinado);
  • Tempo até a compra (Neste é possível identificar quantas visitas foram feitas pelo usuário no site até que ele se decidisse pela compra. E também de quanto foi esse tempo entre a primeira visita até o ato de compra);
  • Diagnóstico Website (Mostra quais páginas apresentam problemas, demoram mais para abrir, ou são rejeitadas pelos usuários);
  • Performance para dispositivos móveis (Analisa como está sendo a performance da sua loja virtual para dispositivos móveis);
  • Comportamento do consumidor (Relacionando informações, ela faz um comparativo do padrão de compra entre os consumidores);

Esses relatórios vão te ajudar a chegar em métricas e dados importantes para otimizar o resultado da sua loja virtual. 

O que fazer agora?

Por fim, depois de entender a importância do uso do Google Analytics para e-commerce, e compreender como se dá o seu uso, chegou a hora de dar um passo prático em direção a melhor performance do seu negócio.

Agora, chegou a hora de implantar no seu e-commerce!

E se você precisar saber mais sobre e-commerce e estratégias de marketing, siga navegando no nosso blog ou fale com um de nossos especialistas.

 

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Aproveite e veja também

Buscando uma agência
para implantação
de e-commerce?