Entenda a diferença entre B2B e B2C no e-commerce

estratégia de inbound marketing

Aqui, te explicaremos as diferenças entre  B2B e B2C, tanto em definição, quanto em estratégias utilizadas em cada um dos modelos, mas antes disso vamos falar um pouco sobre importância disto no e-commerce?

O e-commerce cresce cada vez mais no Brasil. Já se esperava isso antes mesmo do início da pandemia, mas com ela, esse crescimento veio com ainda mais força.

Em Dezembro de 2020 registrou um aumento de 53,83% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Esses são dados do Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital.

E dentro do e-commerce, dois modelos ganham visibilidade e espaço à frente de todos os outros: o B2B e o B2C.

Certamente, você já ouviu falar em alguma dessas duas siglas e por isso chegou até este conteúdo.

Então, se você faz parte do grupo de pessoas que ainda não conseguem diferenciar esses dois tipos de e-commerces ou até consegue, mas precisa entender quais estratégias utilizar para cada um, segue lendo!

 Vamos entender a diferença entre B2B e B2C?

B2B (Business to Business)

É a relação de negócios entre empresas.

Um exemplo é a negociação de uma empresa com fornecedores dos insumos necessários para execução da sua atividade econômica. Ou revendedores dos seus produtos, ou ainda importadores.

É simplesmente a relação de venda de uma empresa para com outra empresa.

B2C (Business to Consumer)

São as transações (compra e venda) de produtos e serviços realizadas entre uma empresa com o consumidor final, via internet.

A diferença entre os dois modelos do mercado é clara: No B2B é relação empresa para com empresa; No B2C é a relação empresa para com o consumidor final.

É possível que o seu negócio atue dentro de apenas um dos modelos ou que ele se enquadre dentro dos dois. Sendo assim, cada empresa precisa de uma estratégia personalizada, adequada ao seu ramo de atuação.

Por isso, precisamos entender que haverá diferenças entre B2B e B2C no atendimento, marketing e comunicação, plataforma de vendas, relacionamento com o cliente, estoque, distribuição do produto, pós-venda, entre outros.

Veja a diferença entre B2B e B2C em cada um desses pontos para nortear estratégias:

Atendimento:

No B2B, é comum que as vendas ocorram de maneira mais fidelizada, em uma relação mais próxima e em maior quantidade. Por isso o atendimento ao cliente exige uma personalização, pois empresas buscam um diferencial e são guiadas por um controle de qualidade próprio. É, então, comum que para cada cliente haja uma negociação específica e um tipo de atendimento também diferenciado e adequado à sua necessidade.

No B2C, as vendas ocorrem de maneira mais difusa, para um maior número de clientes. Isso faz com que seja preciso uma padronização no atendimento, não um distanciamento ou esfriamento da relação humana, mas uma unificação de discurso, valores e outros.

Marketing e comunicação:

Entender o que motiva o cliente é fundamental no processo de criação de uma estratégia de marketing e comunicação. É através desse entendimento que você saberá onde colocar os seus esforços, onde investir,  anunciar, e encontrar esse cliente.

Em um modelo B2B as motivações de compra do produto ou serviço passam pela demanda que a empresa, a qual você vai atender, tem. É suprir a necessidade coletiva, é atender às demandas que ela tem enquanto empresa que atende às necessidades dos seus próprios clientes. Mas a decisão passa também por opinião de influenciadores de mercado, depoimentos de outros clientes, pesquisas de estatísticas e outras coisas desta natureza.

A comunicação costuma ser mais técnica para deixar claro quais as necessidades  atendidas com a aquisição.

Já no B2C, são os interesses e necessidades pessoais que motivam a compra do produto ou a adesão do serviço. São os desejos, as suas “dores”, valores culturais, círculos sociais, que influenciam a tomada de decisão.

Ou seja, a comunicação costuma ser mais persuasiva, com destaque das qualidades e benefícios adquiridos através da aquisição.

Relacionamento com o cliente:

Neste ponto, vale mais uma vez ressaltar a importância de conhecer o seu cliente para estabelecer um excelente relacionamento. Entender se é preferível o uso de e-mail, ligação, chat. Isso vale tanto para o B2B como para o B2C.

Estoque:

No B2B, para produtos físicos, vai demandar um grande estoque, já que é comum surgir compras de maior volume para serem enviadas.

Enquanto no B2C, são vendas fracionadas. Isso permite um controle um a um desses produtos. 

Pós-venda:

No B2B os clientes esperam um atendimento rápido, técnico e resolutivo, uma vez que qualquer problema pode acarretar na perda de vendas aos seus próprios clientes e no funcionamento da empresa.

Já no B2C, prevalece a personalização do atendimento. Qualquer um dos meios de comunicação deve atender e ouvir o cliente. Um relacionamento via redes sociais é uma solução rápida que se aproxima ainda mais do consumidor.

Plataforma de vendas: 

Deixamos para falar sobre a plataforma de vendas ao fim deste post, para ressaltar a importância da escolha de uma que atenda às suas necessidades, que seja confiável, segura.

Se é a partir dela que fará as suas vendas, é preciso que ela tenha tributos que venham suprir a sua demanda de serviços e produtos ofertados ao seu cliente.

Vale ressaltar que algumas plataformas estruturam as duas lojas, tanto B2B quanto B2C, em um site apenas. Por exemplo, a VTEX é conhecida mundialmente por esta função, e nós da Método temos o case da Cabral & Sousa feito dessa forma!

Se depois de todas essas dicas e compreensão da diferença entre B2B e B2C, você percebe que precisa de um direcionamento para a estruturação do seu e-commerce, clica aqui e entre em contato com a gente e podemos conversar mais sobre isso.