Vantagens e desvantagens de um e-commerce

Não é mais novidade que as vendas online estão crescendo cada vez mais. O setor tem faturado bilhões nos últimos tempos e o lucro a cada ano supera o anterior. Com isso, diversas marcas estão decidindo investir em um e-commerce. Mas, antes é necessário entender como funciona, as vantagens e as desvantagens de um e-commerce.
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
vantagens e desvantagens de um e-commerce

Não é mais novidade que as vendas online estão crescendo cada vez mais. O setor tem faturado bilhões nos últimos tempos e o lucro a cada ano supera o anterior. Com isso, diversas marcas estão decidindo investir em um e-commerce. Mas, antes é necessário entender como funciona, as vantagens e as desvantagens de um e-commerce. 

Já vimos em outros posts que é importante ter uma presença digital e oferecer formas diversas para que o consumidor chegue até o seu produto. Porém, também é preciso que tudo isso seja planejado e avaliado. 

Por isso, antes de tirar a ideia do papel de criar seu e-commerce, analise quais as possibilidades, se realmente vale a pena para o seu negócio, quais os resultados que você deseja e como fará para obtê-los. 

Assim como uma loja física, o e-commerce demanda uma logística organizada e processos bem definidos, só assim, você terá sucesso nas vendas e os resultados que espera. 

Para te ajudar, separamos algumas vantagens e desvantagens que você precisa saber antes de criar seu e-commerce. Ah, aqui você também vai ver como funciona.

Se você quer saber, então continue lendo este material. Está imperdível!

Boa leitura!

O que é um e-commerce?

Afinal, você sabe o que é um e-commerce? E-commerce é uma abreviação de electronic commerce, ou “comércio eletrônico”, em uma tradução literal. Essa utilização da letra “e” para indicar algo que se dá na internet é semelhante à da feita no famoso e-mail, que significa “correio eletrônico”.

O e-commerce é considerado a nova economia, pois tem ganhado cada vez mais relevância no empreendedorismo.

Neste modelo de negócio, geralmente são vendidos produtos ou serviços que estamos acostumados a ver e consumir em lojas físicas, por exemplo. Então, a diferença é que, quando falamos sobre o que é e-commerce, é necessário entender que ele funciona como uma grande vitrine. 

Dessa forma, contém preços, tamanhos, cores, informações técnicas sobre o produto em questão. Tudo que o cliente precisa saber para tomar a decisão de compra. E o melhor, tudo acontece online, disponível 24h por dia.

Preparamos um material completo falando tudo sobre o e-commerce e você pode conferir clicando aqui! 

Como funciona um e-commerce?

O primeiro ponto que você deve entender é que um e-commerce não funciona da mesma forma que uma loja física. Claro que alguns processos são semelhantes e podem até serem adaptados para o seu negócio online, mas, as estratégias de vendas e de compra são diferentes. 

As pessoas não chegarão por acaso no seu e-commerce. Elas precisam ser atraídas até ele e serem incentivadas a confiar, e por fim, comprar em sua loja. Entendendo isso, você precisa investir em marketing digital, presença online, anúncios, estratégias de SEO, conteúdo, remarketing e uma série de ações que podem ser o diferencial para o seu e-commerce. 

Preparamos um conteúdo com 5 dicas de marketing digital para você aplicar em seu e-commerce. Não deixe de conferir, temos certeza que irá ajudar muito no sucesso do seu e-commerce. 

Por que ter um e-commerce?

Se você já tem uma loja física e tem bons resultados , provavelmente pode estar se pegando do porquê ter um e-commerce. A resposta é simples e cheia de benefícios. Olha só:

  • Redução de custos
  • Lucros próprios
  • Mobilidade e alcance dos clientes
  • Total controle
  • Construção de sua marca no digital
  • Potencial de tráfego de múltiplas plataformas

Assim, ter um e-commerce faz da sua marca ainda mais completa e vista pelo público. Se você ainda não tem a certeza se quer ter um e-commerce, continue lendo este material e tire suas conclusões. 

Como implantar um e-commerce?

Para que o processo de descoberta do e-commerce, a escolha do produto, a compra, pagamento e até a entrega seja realizada com sucesso, é preciso que o comerciante esteja preparado.

Para implantar um e-commerce é necessário se atentar aos pontos abaixo.

Fornecedores

Para ter uma diversidade de produtos e, sobretudo, poder de negociação, você deverá ter bons fornecedores, de quem vai comprar os artigos para revender aos seus clientes.

Informações sobre os produtos

Assim como em uma loja física, os produtos precisam ser apresentados de forma atraente, como se de fato fosse uma vitrine.

É necessário ter em mente que, ao comprar online, as pessoas não têm contato físico. Por isso, boas fotos e descrições completas dos produtos são essenciais. 

Dessa forma, é possível aumentar a confiança dos consumidores que ainda não têm tanta certeza se compram um produto que ainda não viram pessoalmente.

Formas de pagamento

Para atender um público maior, o e-commerce precisa disponibilizar diferentes formas de pagamento para o cliente. Entre as mais comuns estão o cartão de crédito ou de débito, boleto, transferência bancária e o PIX.

Assim, os clientes podem escolher a que se encaixa melhor em seu perfil. Há e-commerces ainda, que permitem combinar mais de uma forma de pagamento. Tudo isso, para atender as necessidades do comprador

Entrega

Para que os produtos comprados online cheguem até seus clientes é necessário escolher bem os parceiros de envio. As compras podem ser enviadas pelos Correios ou por outras transportadoras.

É importante sempre comparar as opções em relação a prazos e preços, afinal, esse é um fator que costuma impactar a experiência dos consumidores e pode causar a desistência da compra.

Desvantagens do e-commerce

Todo negócio possui seus prós e seus contras. É muito importante pesá-los antes de tomar qualquer decisão. Com o e-commerce também não é diferente. Listamos algumas desvantagens ao optar por esse tipo de negócio. 

Proximidade com o produto 

Ao comprar em uma loja virtual, o consumidor não consegue usar nenhum sentido além da visão. Ou seja, não pode sentir, tocar ou experimentar o produto que pretende comprar e até mesmo ter aquele atendimento mais próximo – físico – que muitos preferem. 

É necessário fazer seus clientes entenderem a qualidade do produto. Seja mostrando a experiência com produto em vídeo, com parceiros/influenciadores falando da marca, recomendações, entre outros Por isso, se faz tão necessária uma descrição rica e completa sobre o seu produto/serviço, assim, o consumidor consegue visualizar melhor e optar ou não pela compra.

Frete

Para muitas pessoas, um fator determinante para realizar uma compra é o valor do frete. O envio de determinado artigo, em muitas regiões do país, o frete pode chegar a custar quase o valor do produto, o que na maioria das vezes não compensa para o cliente. 

Outro ponto, é a questão dos prazos que podem ser longos demais para o tempo em que o cliente deseja estar com determinada peça. Por isso, verifique quais são as melhores opções de entrega tanto para você, quanto para o cliente.

Concorrência

Ao colocar seu e-commerce no ar é preciso estar ciente que dentro da sua área de atuação, possivelmente, você terá uma grande concorrência e em alguns casos, internacional. Com diversas opções, é normal que o consumidor se sinta indeciso em que loja comprar, ainda mais pela facilidade que ele terá em pesquisar e comparar preço, produto, entrega e isso poucos cliques.

Dessa forma, é crucial que se produto/serviço traga originalidade e mais que isso, se mostre exatamente aquilo que o cliente procura.  Em caso de produtos de fabricação própria, mostre o quanto a produção das peças é única, o valor do trabalho de cada um, o quanto de esforço é investido em cada produto, entre outros. 

Vantagens do e-commerce 

O comércio eletrônico possui diversas vantagens, não é por acaso que cresce todos os dias em todo o mundo. Mas, o crescimento exponencial não é a única vantagem desse modelo de negócio.

Praticidade

Umas das maiores vantagens de um e-commerce é a praticidade. Em um só lugar e com poucos cliques o cliente já realiza sua compra e ainda consegue acompanhar todo o processo de entrega. 

Além disso, o cliente consegue fazer comparativos de preços, produtos, definir notificações sobre reposições de peças, pagar de forma segura, entre outros. Sem falar na comodidade de receber o produto em casa.

Funcionamento 

Outro ponto extremamente relevante é o funcionamento do seu e-commerce, estar disponível 24h e todos os dias. Isso significa que os clientes podem acessar os produtos e conferir detalhes da compra a qualquer momento, seja durante o dia ou até mesmo de madrugada. Dessa forma, suas vendas podem aumentar significamente. 

Isso se estende inclusive ao atendimento, já que é possível automatizá-lo. Você pode elaborar respostas às perguntas mais frequentes e disponibilizá-las na loja virtual. Assim, você garante que o consumidor consiga informações relevantes sem precisar acionar um colaborador.

Acompanhamento

Acompanhe seu cliente durante toda a jornada de compra, desde o momento em que ele descobre sua loja, tem o primeiro contato com seu e-commerce, decide comprar um produto e o recebe. Dessa forma, você mostra que está sempre presente e que ele pode confiar em seu negócio. 

Assim, por meio de e-mails e em alguns casos, até pelo WhatsApp você pode fazer esse acompanhamento do seu cliente. Conferir se o produto já chegou, receber um feedback, oferecê-lo serviços semelhantes, por exemplo, entre outros. 

Expansão de marca

Por ser um negócio totalmente online, o e-commerce proporciona que pessoas de diferentes lugares tenham contato com sua marca e o melhor, possuam seus produtos. Sendo assim, essa é uma ótima oportunidade tanto para aumentar suas vendas, quanto para inserir ou consolidar sua marca em lugares que fisicamente sua loja não está. 

Monitoramento

Além de poder acompanhar os consumidores, você pode monitorar tanto o perfil do seu público, quanto os resultados. Tráfego no site, taxa de retorno, faturamento mensal, volume de transações e ticket médio, por exemplo, são apenas alguns exemplos de métricas e informações que você obterá ao fazer uso de uma boa plataforma de e-commerce. E todo esse acompanhamento é crucial para você definir suas ações de marketing e vendas, sempre com o objetivo de atingir os clientes com mais precisão.

Além de possuir informações do seu próprio negócio, é possível obter detalhes relacionados ao perfil dos consumidores. Com base no comportamento de quem acessa o site da loja, dessa forma você saberá, por exemplo:

  • quais são os produtos mais buscados;
  • quais botões tendem a ser clicados com mais frequência;
  • qual horário apresenta pico de acesso;
  • quais são os períodos do ano em que as vendas aumentam, entre outros dados essenciais para otimizar suas campanhas

O setor tem faturado bilhões nos últimos tempos e o lucro a cada ano supera o anterior!

Ano passado por exemplo, teve um faturamento de R$106 bilhões, um total de 342 milhões de pedidos realizados pelo e-commerce (resultado 10% maior em relação a 2018) e um ticket médio de compras em R$ 310, o cenário é promissor para quem aposta nesse modelo de negócio e pode ter certeza que seus concorrentes já estão investindo nisso.

Novidades sobre e-commerce no mundo

Neste ano, a venda online deve seguir crescendo, e algumas tendências de consumo podem ajudar os lojistas a conseguirem resultados ainda maiores. Assim, veja alguns destaques da pesquisa da NuvemShop:

  • 42% dos clientes querem cashback em suas compras;
  • A opção de comprar online e retirar na loja está se consolidando como uma opção para eliminar o custo do frete e agilizar a entrega;
  • As datas mais fortes para as vendas em 2021 devem ser as mesmas de 2020: Black Friday e Natal. Seu negócio precisa se preparar para oferecer boas ofertas e fazer divulgação extra nesses momentos;
  • O WhatsApp se tornou o meio preferido para atendimento. As lojas precisam ter um número disponível para entrar em contato com clientes e fazer divulgação e até mesmo as vendas;
  • O TikTok está crescendo cada vez mais, e já ultrapassou o Twitter no ranking das redes sociais mais usadas para divulgação de lojas online;
  • 39,5% dos lojistas consultados na pesquisa fizeram parceria com influenciadores digitais. Essa tendência deve se fortalecer em 2021;
  • As lojas precisam estar antenadas em questões sociais. Há uma tendência forte de identificação da comunidade LGBTQ++ com marcas, o que representa uma oportunidade de faturar mais alto;
  • As marcas precisam desenvolver experiências de consumo simples para pessoas com deficiências. 88% dentre 45 milhões de deficientes no Brasil apontaram que as lojas não facilitam o acesso delas às compras.

Novidades sobre e-commerce no Brasil

O Brasil é o 10º maior mercado de e-commerce do mundo, apesar de ainda ser pouco utilizado se comparado a outros países. 

Se olharmos para o consumo per capita do comércio eletrônico, o Reino Unido e os EUA lideram com US$1.500 a US$1.000 per cápita, respectivamente, comparado ao Brasil em US$89. Esses números reforçam que ainda há muito espaço para o crescimento do e-commerce brasileiro, impulsionado pelo aumento na renda, por exemplo.

O comércio eletrônico brasileiro foi um dos principais beneficiados com a pandemia, já que pessoas e empresas foram “forçadas” a ser digitalizadas para lidar com as restrições da Covid-19. 

Como resultado, o setor cresceu 41% A/A em 2020, atingindo R$87 bilhões (ex-Mercado Livre) de acordo com a Ebit/Nielsen. 

Se olharmos por categoria, fica ainda mais claro que o e-commerce brasileiro ainda tem muito crescimento para entregar, o que deve ser acelerado pela digitalização dos consumidores aliada ao fortalecimento das iniciativas multicanal. 

Vemos a multicanalidade como uma vantagem competitiva, pois oferece aos clientes uma experiência mais ampla e completa, ao mesmo tempo que reduz os custos de entrega das empresas.

Para ver uma análise completa sobre o cenário do e-commerce no país e no mundo, você também pode conferir essa matéria. 

Descubra aqui 5 tendências de e-commerce para 2021

Mas, antes de entrar de cabeça, você precisa entender como funciona, as vantagens e também as desvantagens. 

E a boa notícia é que, agora, você conhece algumas das vantagens e desvantagens do e-commerce, dessa forma, já pode se preparar para superar os desafio de ter uma loja online e aproveitar ao máximo as melhores oportunidades que esse modelo de negócio oferece.

E meu conselho pra você que chegou até aqui e ainda não começou a migrar seu negócio para o digital ou está com problemas na mudança, é terceirizar com quem é especialista no assunto! Entre em contato agora mesmo com nosso time de especialistas em e-commerce e marketing digital. Os resultados são garantidos.

Confira aqui alguns cases de sucesso:
QUERO CRIAR AGORA MEU E-COMMERCE DE SUCESSO!

 

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Aproveite e veja também

Buscando uma agência
para implantação
de e-commerce?