Descubra como construir seu funil de vendas

Construir funil de vendas

Em nosso último post falamos sobre o que é, de forma prática, um funil de vendas. Se você ainda não conferiu, não esquece de dar uma olhada, pois, estes conteúdos são complementares. Já falamos sobre as etapas do funil e como ele funciona, agora, vamos te ensinar como construir o seu funil de vendas.

De forma resumida, o funil de vendas é formado por um conjunto de etapas que permite tomar decisões relacionadas ao planejamento e a toda estrutura de captação de clientes. O funil de vendas é uma das ações fundamentais para aplicar o Inbound Marketing e aumentar os resultados comerciais da sua empresa. 

Antes de te ensinarmos na prática como montar seu funil, vamos mostrar os 5 principais benefícios de ter um funil bem estruturado e monitorado para não perder mais clientes. 

Para saber mais, continue acompanhando este conteúdo. Está imperdível! 

Boa leitura!

5 benefícios de um funil de vendas

Os pontos positivos do funil de venda são muitos. Mas aqui, vamos citar os cinco principais:

1 –  Previsão dos resultados

Sabendo que o funil de vendas é dividido em três etapas: topo, meio e fundo, você precisa entender que cada etapa do funil de vendas depende do desempenho da anterior. É com esse monitoramento que você conseguirá prever, por exemplo, quantas pessoas precisam no topo do funil para gerar X clientes ao final do processo.

A ideia é que você analise individualmente a taxa de conversão e a taxa de saída de cada uma das etapas, melhore os processos e escolha possíveis meios de atingir seus objetivos. Por exemplo, se na análise você identifica que há poucas pessoas no topo do funil, você pode estudar a possibilidade de criar contas em novos canais de aquisição ou aumentar seu investimento com anúncios pagos.

Se na análise você identifica que há poucas pessoas no meio do funil, precisa pensar em estratégias de engajamento e distribuição de conteúdo que mantenham um relacionamento mais estreito com sua audiência.

É necessário também estar monitorando os números da sua equipe, assim, é possível prever se os setores de marketing e vendas conseguirão cumprir a meta e qual o tempo necessário para alcançá-la.

2 – Alta produtividade

Quando eles conhecem o objetivo que cada ação precisa atingir, quando entendem qual mensagem dizer aos clientes no momento do funil que se encontram, as chances de conversão podem aumentar muito.

Com as taxas de conversão aumentando, taxa de rejeição cada vez menor, seus colaboradores pensando em estratégias e melhorias personalizadas para cada etapa do funil, os resultados dos esforços diários ficam cada vez mais claro.

Quando os colaboradores veem a importância do seu trabalho, que ele está sendo acompanhado e que os dados fundamentais são identificados, a tendência é que haja mais empenho para apresentar melhores resultados.

3 – Gestão otimizada

O funil é trabalhado com o intuito de segmentar e padronizar o ciclo de vendas, tornando a análise de cada estágio desse processo mais objetiva e ágil.

Com isso, a equipe de gerenciamento ganha mais foco e assertividade, garantindo que os objetivos do time colaborem diretamente para o crescimento do negócio.

4 – Aproveitamento de oportunidades

Com um funil de vendas implementado, você pode acompanhar o status de cada venda em tempo real. Isto é, as chances que cada negócio tem de ser efetivado. Dessa forma, fica mais fácil aplicar estratégias para aumentar a possibilidade de fechar uma compra.

Por exemplo, se você identificar que determinado cliente está propenso a comprar certo tipo de produto, mas ainda não fechou o negócio, ofereça alguma oferta, reforce os benefícios do produto, a qualidade e o quanto essa peça pode ser exatamente o que ele precisa.

Assim, ao observar cada etapa do funil, você consegue aproveitar as oportunidades, pois verifica o perfil de cada cliente e o quão propenso ele está a sua marca, dessa forma, oferece o que ele precisa, e o melhor, no momento certo. 

5 – Respostas para o desenvolvimento de produtos

Ao longo do relacionamento com os clientes, você terá informações valiosas que apontam novas formas para melhorar os serviços ou produtos desenvolvidos pela sua empresa.

Por identificar essas demandas, seu negócio consegue entregar aos seus clientes algo a mais, ou seja, ir além das expectativas. Assim, terá mais chances de fidelização de clientes e conseguirá atrair novos, aumentando seu volume de vendas.

Agora que você já sabe os benefícios de um funil de vendas bem estruturado, então, é hora de construir o seu. Vamos lá?!

Construir funil de vendas

Construindo seu funil de vendas 

Você pode criar um funil de vendas para a sua empresa em três passos:

Mapeamento da jornada

Para monitorar e otimizar a jornada de compra do seu cliente, primeiro você precisa conhecê-la. 

Por exemplo, se sua empresa já tem um número considerável de clientes, pode-se mapear a jornada com uma pesquisa de persona — uma série de perguntas destinadas aos melhores clientes de uma organização que tem como objetivo definir o perfil do cliente ideal, suas dúvidas e ambições, e as razões que o levam a comprar algo.

Já para quem está começando, a melhor forma de fazer isso é conversando com o máximo de clientes possível para descobrir como chegaram até você, o que os fez fechar negócio.

Defina os pontos chaves do processo de vendas

Após o mapeamento da jornada de compra, é hora de definir os principais pontos que representam as viradas de estágio. 

Conhecidos como milestones, marcos que mostram que um cliente amadureceu e está um pouco mais educado a respeito do seu produto ou solução, eles são importantes para saber exatamente quando o cliente entrou em uma nova etapa do funil e utilizar as ferramentas corretas para convencê-lo a passar para a próxima etapa o mais rápido possível.

Por exemplo: em qual momento meu lead descobre que precisa implementar uma solução para o problema? Ele consegue chegar até esse estágio sozinho? Como podemos garantir que ele atinja esse estágio?

Respondendo estas perguntas, teremos os milestones da jornada de compra e do processo de vendas, que devem ser os mesmos.

Vendas e Marketing

Por fim, quando você já tem o funil de vendas estruturado, é preciso fazer um acordo entre os times de Vendas e Marketing para definir exatamente como eles podem se ajudar e quais serão as entregas de um para o outro, para que os leads venham cada vez mais qualificados e as parcerias fechadas. 

Neste momento, é hora de fazer o caminho inverso de seu funil e questionar:

  • Quantas MQLs o marketing precisa entregar para que vendas consiga bater a meta do mês?
  • Para ter essas MQLs, quantos leads eu preciso gerar?
  • E, para conseguir esses leads, quantos visitantes são necessários?
  • Qual a qualidade das MQLs que estão chegando?
  • Como essas MQLs estão sendo trabalhadas pelos vendedores?

— Lembrando que MQL, ou lead qualificado de marketing, é aquele que já conhece o problema que precisa resolver e está atrás da melhor solução para ele. — 

Assim, fazer vendarketing constantemente é fundamental para ter um funil de vendas saudável, pois no caso de falhas no processo, todos os resultados comerciais da empresa ficarão comprometidos.

Até aqui, aprendemos o que é um funil de vendas, suas etapas, quais o benefícios e como construir o seu. Provavelmente você deve estar se perguntando, qual o conteúdo adequado para cada etapa do funil? Mas isso, nós vamos falar no próximo conteúdo.

Se você quer saber mais, então, continue acompanhando nosso blog e nossas redes sociais. 

Write a comment